Alinhamento de carreira e vida

Megacidades serão um epicentro de soluções de compartilhamento e posturas sociais mais coletivas 80x80 - Alinhamento de carreira e vida
Uma self do seu Mundo em 2038
30 de agosto de 2018
Atendimento ao cliente 2  80x80 - Alinhamento de carreira e vida
Atendimento como estratégia de engajamento
4 de outubro de 2018
20180720 162339 e1537380946378 1200x480 - Alinhamento de carreira e vida

Essa oportunidade de reflexão pode acontecer em inúmeros períodos da vida/carreira de um indivíduo

Em 2015 foi publicado a pesquisa que dizia que 72% da população brasileira estava insatisfeita com o trabalho que atuam. Resultado de chefias problemáticas, sobrecarga de atividades e principalmente por não terem refletido com calma sobre como gostariam de preencher seu cotidiano de estudos e trabalho.

Muitos não estão infelizes por serem malsucedidos. Pelo contrário, são pessoas que conquistaram sucesso, mas odeiam o que fazem como trabalho. Algo que acontece quando você segue o que outros disseram o que era melhor a ser feito, sem se perguntar: o que eu quero/sonho em fazer?

Essa oportunidade de reflexão pode acontecer em inúmeros períodos da vida/carreira de um indivíduoinício da juventude, ingresso no cenário universitário, primeiro emprego e em cada mudança de cargo são bons exemplos disso. Claro, isso pode variar em intensidade para cada momento e sobre a percepção/maturidade de cada um frente ao cenário que está atravessando.

É um momento que vem em ciclos na vida e chegam carregados de incertezas. Buscar um equilíbrio interno (razão e emoção) é importante porque trará mais coerência nas tomadas de decisão que estão à frente. Então, ouvir a si mesmo é o primeiro passo nesse período decisório.

Algo bem marcante nessa nova postura é entender que existem várias “moedas” que não apenas o dinheiro (sentido monetário). Ambiente de trabalho, realização pessoal, contribuir com a sociedade, carga horária de trabalho mais flexível, são outras dessas moedas de troca que avaliamos quando passamos a ponderar sobre o que fazer com nossas habilidades e saberes. Detalhes que irão compor o planejamento para uma transição de carreira menos traumática, o que com certeza trará mais solidez para o processo acontecer.

20180725 131624 1024x576 - Alinhamento de carreira e vida

Ponto importante: se você vai viver mais, pode incluir mais de seus sonhos no plano de carreira

Um case chamado EU

Pessoalmente, enxergo que atravessei quatro momentos importantes para essa reflexão interna. Primeiro quando ingressei, aos 19 anos, naquele que entendo ser o cargo que me ensinou o grande valor da responsabilidade e compromisso com prazos e lucros gerados pela minha produção individual.; em segundo lugar, ao assumir um posto de liderança em uma grande corporação e pude descobrir que era capaz de gerenciar equipes, orçamentos e resultados maiores (alcancei a maturidade profissional); o terceiro momento foi quando resolvi sair, por vontade própria, deste cargo que estava levando minha saúde e vida pessoal para o ralo – fui parar em uma UTI com princípio de parada cardíaca em plenos 31 anos e isso mudou meu mindset, reprogramando minhas prioridades.

O quarto momento importante veio quando, em um trabalho que me desafiava constantemente (instrutor para treinamentos corporativos), passei a dedicar dois anos de minha vida a questionar e remexer em meus sonhos, listei as atividades prazeirosas, passei a praticar mais habilidades adormecidas, entre tantas outras atitudes que me davam medo. Me arrisquei mais… aliás, penso que experimentei mais aquilo que ainda me trazia dúvidas. Passei a encarar o meu cotidiano à partir de meus valores pessoais e ponderei todo aprendizado que herdei da família (inclusive aquilo que não me servia mais).

Passados 11 anos, vejo que conquistei um ambiente mais autoral. Construí um cenário diferente e nele coloquei mais de mim. Estruturei meus sonhos e planejei como criar caminhos para sustentá-los fortes. Pedi ajuda à família que tenho e aqueles que me fazem família (amigos). Recebi mais que esperava, pois me trouxeram certezas que precisava ouvir e ter.

Apesar de todo esse apoio moral e emocional, também foi importante o apoio profissional para orientar esse meu caminho. Tive amparo de uma empresa de recolocação de mercado (outplacement), onde dentro do pacote tive contato com sessões de coaching de carreira, que fez total diferença na minha postura. Participei de rodas de conversa, onde me deparei com outros indivíduos que passavam por situação similar a minha e apoiavam meus sonhos. Fiz testes de minhas habilidades e descobri mais sobre meu perfil comportamental.  Me empoderei e passei a desenhar meu propósito de vida.

Essas orientações e dicas foram importantes para me contagiar e assim percebi o que mais importa quando se quer fazer o que gosta: esforço, para ir mais longe e espírito de entrega, para curtir tudo o que se faz.

Sobretudo, é vital entendermos que esses ritos de passagem existem desde que o Homem criou suas sociedades. Atravessar isso solitariamente é uma das maiores furadas que alguém pode cair. Assumir suas inseguranças e aceitar ajuda para contorna-las é fundamental para o resultado ser positivo e sadio.

 

#FuturoDoTrabalho      #FlowPraTi          #TransicaoDeCarreira         

Mauro Galasso
Mauro Galasso
Com sua mente criativa acionada, oferta ao mercado soluções comunicacionais e de treinamento, desenvolvidas entre a razão e a emoção. Para atividades sociais evitará falar de trabalho, optando por temas sobre cultura, convívio e comportamento; claro, com muuuita música.

4 Comentários

  1. zelia brasilia disse:

    a incerteza do futuro e da sua propria capacidade

  2. Wagner disse:

    Quem diria que teria o privilégio de conhecer alguém como você meu amigo indico a todos seu trabalho e minha humilde empresa está tomando outra proporção graças às nossas sessões como você mesmo diria “A do rei”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *